sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Mas de onde saiu este tal de Lula, mas que troço é esse?!

Esta a indagação unânime que todo e qualquer cidadão esclarecido se faz ao olhar para o topo de nossa hierarquia de poder. A pergunta se finda sem resposta, naturalmente. De que forma, um homem que teve sua vida política marcada por inúmeras rejeições eleitorais, hodiernamente, como político, possui um dos maiores índices de popularidade?

"Este é o Lula". Deveras, Este é o Lula nascido em Caetés! Ele vem do Povo! Mas que povo? Afinal, os outros igualmente não vinham do povo? Não. Os outros, quase todos são descendentes de políticos. Sendo assim, o filho do Lula não vem do povo? Segundo a dialética lulista, esse não. Somente quem entra na política pela primeira vez tem o direito de dizer que vem do povo, o resto é burguesia. Mas, onde surge a popularidade do Lula? Oras! Na sua esperteza, no seu cinismo, na sua cretinice e cara-de-pau. Vejam por quais razões este déspota em matéria de malandragem deixa todos os seus antecessores no chinelo:

- Ele não estudou e se envaidece com o isso, de fato, o que aprendeu em sua infância pobre aqui em Pernambuco e no pouco tempo que trabalhou como metalúrgico, o ensinou como a ninguém, talvez como a Hitler, suas biografias são bem parecidas, 'farei uma comparação por símile em artigo, em breve", Enfim, Lula aprendeu como ninguém qual a melhor palavra, a que soa mais bonito aos ouvidos do eleitor leigo, pobre e ignorante, estes que representam a maioria esmagadora em nossas urnas;

- Por ter sua origem nos movimentos Populistas de esquerda e com estes conviver por toda sua trajetória pública e política, estes que são os únicos capazes de convocar e mobilizar as massas nas ruas, seja vendendo utopias baratas aos necessitados e aculturados afim de se efetivarem no poder e ascenderem socialmente, realizando em si mesmos o ápice do Comunismo e Socialismo, seja usando de baderna e anarquia como Todo Comunista/Socialista as faz. O Lula sabe que para DESgovernar sossegado deve dar a ração diária deles, os dando uma certa participação em seu DESgoverno, de modo obscuro ou descarado, e fechar os olhos para os movimentos de baderna e anarquia de invasão urbana e rural, os apoiar descaradamente, como na mudança dos índices de produtividade para a classe produtiva rural deste país. Nisto que os Bandidos do MST fizeram a festa e louvaram seu sacripanta-rei. O Lula os apóia por saber que estes representam uma força paramilitar, por ventura pode desta precisar, e melhor os ter e os manter ao seu lado, sobretudo para efetivar sua ditadura lulista;


- Por ter convivido por bastante tempo no ambiente parlamentar, seja como Deputado federal, seja como um 'nome' a ser usado em momento oportuno e assim sustentado por a esquerda durante anos a fio, ele conhece como ninguém a prática do "fisiologismo" a qual mostra dominar tão bem, e esta prática sórdida usa para aprovar o que ele bem quiser;

- Para os Parlamentares de língua afiada, e ou com muita liderança (não importa de que partido sejam), que possam atrapalhar a DESgovernabilidade, procurou os colocar o mais perto possível dele, nas lideranças do governo ou do parlamento. Lula, as parasitas, foram bem preparadas as forças ocultas que te manipulam tal como a um boneco fantoche de ventríloquo, no cerne de tua ignorância não conheces estes autores além de nomes. Esta estratégia de manter os inimigos à vista e dependentes é batida para quem conhece Sun Tzu, Maquiavel e Nietzsche. “É, ‘Leis do Poder”, as quais conheço bem, não as uso, nem quero, as repudio; heroicamente divirjo e as combato!


- A Vida, não o estudo! A vida o ensinou que ideologia é uma forte e útil ferramenta, mas no caso dele, como de tantos outros mequetrefes a usou e a usa pura e exclusivamente para se chegar e se manter no poder, mas lá chegando, não vale mais a ideologia nem as grandes obras estruturais, o que vale lá é o voto do povo para lá continuar, e para isso lança as casas da Bruxa Dilma Hussein, o PAC: "Programa de Assalto a Cofres Públicos/ Programa de Aceleração da Corrupção", promove e faz um marketing faraônico, igualmente faz com e no bolsa-família/escola, bolsa-tudo para os preguiçosos e oportunistas. Faz uma indústria de compra de votos de um programa originalmente implantado pelo FHC, mas este ERA unicamente dirigido à quem vive abaixo da linha da pobreza e, para evitar o trabalho infantil. Isto tudo de forma oportunista sendo omitida pelo Lula, afinal, ele quer sua indústria de votos, e para isso é necessário assegurar todos os méritos para si.



- A Lula, Ops! Lula tem tentáculos, O Lula, e ele também não os tem? Ah! Enfim, o (a) Lula é tão esperto (a) que nem se mobilizou a favor da pressão da esquerda brasileira no que tangia a um terceiro mandato, por saber que isto no Brasil atual seria um suicídio, ademais, causaria muita instabilidade política, mais até de que o surgimento desta Besta Do Mar com seus tentáculos devorando a todos. Preferiu as perspectivas de retorno, certamente em 2014. O nosso 'Lula' não concluiu nenhum curso universitários mas na faculdade da malandragem é reitor, assim, afirmo deliberadamente que dificilmente os mais cultos e catedráticos brasileiros tenham aproveitado tanto os frutos advindos da faculdade da vida quanto ele, sobretudo os que prezam pela honestidade, decência, moralidade e ética. É admissível e de se entender a rejeição da classe média brasileira para com o DESgoverno da Lula e seus tentáculos, que ficou por décadas lutando pelo poder. Pois, esta classe só vê a compra de votos, manipulação para com os mais ignorantes, fanatizados, a roubalheira e parasitismo de muitos que o defende e a seu DESgoverno, para este finalidade, a carga tributária esmaga a classe produtiva, para os custear e os dar mordomias e boa vida. E as obras? Mais promessas e propagandas de que obras; Inauguram placas, apenas.


- A roubalheira é cabível. Até agora os governantes antecessores chegaram ao poder com um grupo de amigos; apoios políticos e lobistas, assim, o que acontecia ficava muito circunscrito. O que era ilícito não vazava, até porque não havia internet pra difundir isso, a mídia se resumia às grandes corporações midiáticas nacionais, estas quase sempre parciais ao governo 'que a agradar' com incentivos fiscais e parcerias em propagandas governamentais. O Lula não, ele não chegou com seu grupinho apenas, ele chegou com toda a esquerda brasileira, outrora assaltantes de bancos, seqüestradores, assassinos e terroristas, estes que lutaram a vida inteira para colocarem as mãos no erário público; o maior dos cofres. E chegaram com muita sede ao pote! E, sendo que na política os que roubam não roubam sozinhos (Collor que o diga bem!), o recurso do Lula foi deixar os outros roubarem também, os das velhas gangues, melhor; os trazer pra si e montar uma só quadrilha, fatalmente, não junina; Todos roubam, todos ajudam todos, e assim; todos ficam ricos, felizes e o povo que se dane!


Por isso a roubalheira não se personifica na figura do Lula, mas sim no exército de parasitas que o segue e o dá forças, 'exercito que recrutou muitas velhas raposas".

Até entenderia o fato do Filho do Lula se tornar o maior produtor de gado do país com uma fazenda de mais de um milhão de hectares,mesmo recebendo apenas Mil e poucos reais/mês como recebia, claro, a fazenda do "Lulinha" está em terras devolutas, ou seja; Ninguém pagou a conta (explicitamente), igual a suas ações da Telemar que caíram do céu, mas não foi o nosso Bom Deus que as deu.

Me colocando como pai, eu entenderia isto pois, sei que todo o pai quer ver o filho em situação abastada, falo 'entenderia', se eu fosse um Sarney, que há décadas vive às custas do governo, teve sua importância nesta democracia idealista a qual temos o conceito, mas igualmente teve e tem importância decisiva nesta pseudo-democracia que temos, pois concebeu-se uma democracia 'o que seria a melhor do mundo' no intelecto e a transformaram em uma monarquia, nesta que homens públicos sentem-se donos de todas esferas públicas, como reis, são donos das instituições públicas e o que seriam democráticas. Assim, entenderia se eu fosse um Lula, Collor ou um Sarney, além de tantos destes que têm um sentimento de posse de todas as instituições democráticas, de todo Estado neste país por os faltarem vergonha na cara, honestidade e bom-caráter no âmago na mesma medida de compaixão para com os seus semelhantes. Para isso têm e usam seus currais eleitorais. São Demônios Parasitas, não encontro palavras para os definir melhor.


Para que o Lula foi buscar cidadania Italiana? Déspota e impatríota! Eu estou pouco me lixando para cidadania estrangeira, amo este país, o melhor do mundo, apesar do que estes sacripantas impatríotas fazem desta bela terra Brasílis! Claro, aqui só querem encher os bolsos, depois desfrutarem na Europa, (Aqui cabe bem uma palavra de baixo calão, que em respeito a vós omitirei). Grande coisa Europa, belo velho mundo, vasta cultura e história, os respeito e até os admiro, mas não tenho um só pingo de inveja. Os salafrários mais impatriotas, degenerados safados que nos rouba e mandam fortunas para lá, além de buscarem outra cidadania; este o tipo de gente que o eleitor típico brasileiro vota e tem votado e assim o feito seu representante.

*Ressalto aqui que conheço muitos grandes homens que ainda defendem as mesmas posturas e ideais que o déspota em questão defendia outrora, agora provado que só as defendia por oportunismo, e hoje, estes seletos homens vivem em queda de braço com a ala governista da qual fazem parte, por clarividência. Não citarei nomes, mas se por ventura os senhores lerem isto daqui, ressalto vós como exceções em toda esta patifaria vil e desgraçada a qual temos na forma de governo.


"Não acredito que ninguém vá votar nesse tal de Lula para Presidente. Não acredito que haja tanto impatriota. Imagina, colocar uma beleza de país como este na mão de um desgraçado como aquele." (João Baptista de Oliveira Figueirêdo)


Airon Figueirêdo
aironfigueiredo@hotmail.com

Nenhum comentário: